news.med.br

Mais acessados

Sintomas da Covid longa podem incluir perda de cabelo e disfunção sexual

Sintomas da Covid longa podem incluir perda de cabelo e disfunção sexual

As pessoas que tiveram COVID relataram uma gama maior de sintomas1 pós-infecção2 aos seus médicos de cuidados primários do que o esperado, mostrou um estudo de coorte3 retrospectivo4 publicado na revista Nature Medicine. O estudo de 2,4 milhões de registros de saúde5 sugere que o conjunto de 33 sintomas1 de Covid longa, ou síndrome6 pós-Covid, da Organização Mundial da Saúde5 (OMS) pode ser muito limitado. No geral, 62 sintomas1 foram significativamente associados a um histórico de infecção2 por SARS-CoV-2 após 12 semanas. Os sintomas1 com as maiores razões de risco ajustadas foram anosmia, queda de cabelo7, espirros, dificuldade de ejaculação8, diminuição da libido9, falta de ar em repouso, fadiga10, dor torácica pleurítica, voz rouca e febre11. Alguns desses novos sintomas1, como redução da libido9, disfunção sexual e queda de cabelo7, não haviam sido atribuídos à covid-19 no longo prazo antes. O estudo concluiu que a infecção2 por SARS-CoV-2 está associada a uma abundância de sintomas1 associados a uma série de fatores de risco sociodemográficos e clínicos.
1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
4 Retrospectivo: Relativo a fatos passados, que se volta para o passado.
5 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
6 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
7 Cabelo: Estrutura filamentosa formada por uma haste que se projeta para a superfície da PELE a partir de uma raiz (mais macia que a haste) e se aloja na cavidade de um FOLÍCULO PILOSO. É encontrado em muitas áreas do corpo.
8 Ejaculação: 1. Ato de ejacular. Expulsão vigorosa; forte derramamento (de líquido); jato. 2. Em fisiologia, emissão de esperma pela uretra no momento do orgasmo. 3. Por extensão de sentido, qualquer emissão. 4. No sentido figurado, fartura de palavras; arrazoado.
9 Libido: Desejo. Procura instintiva do prazer sexual.
10 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
11 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
- 11/08/2022
Estudo aponta potencial benefício da aspirina na redução do risco de câncer de ovário

Estudo aponta potencial benefício da aspirina na redução do risco de câncer de ovário

O uso frequente de aspirina foi associado a uma diminuição do risco de câncer1 de ovário2, mesmo na presença de fatores de risco, de acordo com uma metanálise recente publicada no Journal of Clinical Oncology. No geral, o uso frequente de aspirina foi associado a uma redução de 13% no risco de câncer1 de ovário2 em 17 estudos, sem diferença entre resultados de estudos de coorte3 e caso-controle. Além disso, as reduções de risco foram especialmente notáveis para câncer1 de ovário2 seroso de alto grau. Embora nenhuma associação tenha sido observada entre mulheres com endometriose4, reduções de risco consistentes foram observadas entre todos os outros subgrupos definidos por fatores de risco para câncer1 de ovário2, incluindo mulheres com 2 ou mais fatores de risco. Este estudo, o maior até o momento sobre o uso de aspirina e câncer1 de ovário2, fornece prova de princípio de que os programas de quimioprevenção com uso frequente de aspirina podem atingir subgrupos de maior risco.
1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Ovário: Órgão reprodutor (GÔNADAS) feminino. Nos vertebrados, o ovário contém duas partes funcionais Sinônimos: Ovários
3 Estudos de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
4 Endometriose: Doença que acomete as mulheres em idade reprodutiva e consiste na presença de endométrio em locais fora do útero. Endométrio é a camada interna do útero que é renovada mensalmente pela menstruação. Os locais mais comuns da endometriose são: Fundo de Saco de Douglas (atrás do útero), septo reto-vaginal (tecido entre a vagina e o reto ), trompas, ovários, superfície do reto, ligamentos do útero, bexiga e parede da pélvis.
- 10/08/2022
Substituto do sangue repara órgãos danificados horas após o coração parar

Substituto do sangue repara órgãos danificados horas após o coração parar

Um novo estudo, publicado na revista Nature, demonstrou melhor recuperação de órgãos após privação de oxigênio. De acordo com as descobertas, um método modificado usando um substituto artificial do sangue1 para fornecer oxigênio a todo o corpo pode restaurar a função dos órgãos dos porcos uma hora após a morte dos animais. A conquista aponta maneiras de melhorar os transplantes e o tratamento de derrames e ataques cardíacos. O sistema desenvolvido, chamado OrganEx, envolve conectar um animal a uma bomba que perfunde seus corpos com um substituto de sangue1 artificial contendo oxigênio e uma mistura de outros produtos químicos para evitar a morte celular e promover processos de reparo. Após 1 h de isquemia2 quente, a aplicação de OrganEx preservou a integridade do tecido3, diminuiu a morte celular e restaurou processos moleculares e celulares selecionados em vários órgãos vitais. Acredita-se que o sistema também poderia ser usado para ajudar pessoas que tiveram ataques cardíacos ou derrames pela perfusão de qualquer um desses órgãos com o fluido de cura.
1 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
2 Isquemia: Insuficiência absoluta ou relativa de aporte sanguíneo a um ou vários tecidos. Suas manifestações dependem do tecido comprometido, sendo a mais frequente a isquemia cardíaca, capaz de produzir infartos, isquemia cerebral, produtora de acidentes vasculares cerebrais, etc.
3 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
- 12/08/2022
Presepsina parece ser um biomarcador preciso para o diagnóstico de sepse neonatal precoce

Presepsina parece ser um biomarcador preciso para o diagnóstico de sepse neonatal precoce

A sepse1 neonatal de início precoce é uma doença grave, principalmente em prematuros. O diagnóstico2 oportuno pode ser desafiador devido à apresentação inespecífica e desempenho questionável dos marcadores comuns de infecção3. Nesta revisão sistemática e metanálise de 12 estudos e 828 recém-nascidos, publicada no JAMA Pediatrics, a presepsina mostrou alta sensibilidade e especificidade combinadas para diagnóstico2 da sepse1 neonatal de início precoce. A especificidade da presepsina foi influenciada pela inclusão de apenas sepse1 de início precoce ou de todas as sepses neonatais. A precisão não foi afetada pela idade gestacional, tipo de teste, país do estudo ou risco de viés dos estudos incluídos. Os achados demonstram que a presepsina parece ser um biomarcador preciso de sepse1 neonatal precoce e deve ser estudada em ensaios clínicos4 para reduzir a exposição precoce aos antibióticos.
1 Sepse: Infecção produzida por um germe capaz de provocar uma resposta inflamatória em todo o organismo. Os sintomas associados a sepse são febre, hipotermia, taquicardia, taquipnéia e elevação na contagem de glóbulos brancos. Pode levar à morte, se não tratada a tempo e corretamente.
2 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
3 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
4 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
- 09/08/2022
Defeitos cardíacos tendem a acompanhar anormalidade do pênis no nascimento

Defeitos cardíacos tendem a acompanhar anormalidade do pênis no nascimento

Meninos com hipospádia1 eram várias vezes mais propensos a também ter doença cardíaca congênita2 em comparação com aqueles sem defeito uretral3 de nascença, mostrou um estudo de coorte4 publicado no JAMA Network Open. Programas de vigilância ativa no Texas e Arkansas revelaram que 5,5% a 7,0% dos meninos nascidos com hipospádia1 tinham um defeito cardíaco congênito5 (DCC) concomitante. Meninos com hipospádia1 foram 5,8 vezes mais propensos a ter um DCC concomitante em comparação com meninos sem hipospádia1. Essas associações ocorreram fora das anomalias cromossômicas. A hipospádia1 é um defeito congênito5 do trato urinário6 masculino que resulta no deslocamento da abertura uretral3 em vários graus. Os achados sugerem que exames para defeitos congênitos7 adicionais entre meninos nascidos com hipospádia1 podem ser justificados. Além disso, estudos moleculares são necessários para descobrir a etiologia8 compartilhada de defeitos concomitantes em diferentes campos do desenvolvimento.
1 Hipospádia: Deformação congênita das vias urinárias, na qual a abertura da uretra se encontra na face inferior ou ventral do pênis ou, na mulher, dentro da vagina.
2 Congênita: 1. Em biologia, o que é característico do indivíduo desde o nascimento ou antes do nascimento; conato. 2. Que se manifesta espontaneamente; inato, natural, infuso. 3. Que combina bem com; apropriado, adequado. 4. Em termos jurídicos, é o que foi adquirido durante a vida fetal ou embrionária; nascido com o indivíduo. Por exemplo, um defeito congênito.
3 Uretral: Relativo ou pertencente à uretra.
4 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
5 Congênito: 1. Em biologia, o que é característico do indivíduo desde o nascimento ou antes do nascimento; conato. 2. Que se manifesta espontaneamente; inato, natural, infuso. 3. Que combina bem com; apropriado, adequado. 4. Em termos jurídicos, é o que foi adquirido durante a vida fetal ou embrionária; nascido com o indivíduo. Por exemplo, um defeito congênito.
6 Trato Urinário:
7 Defeitos congênitos: Problemas ou condições que estão presentes ao nascimento.
8 Etiologia: 1. Ramo do conhecimento cujo objeto é a pesquisa e a determinação das causas e origens de um determinado fenômeno. 2. Estudo das causas das doenças.
- 09/08/2022
Inibidor tópico da janus quinase foi aprovado para repigmentação de vitiligo: significativamente mais pacientes alcançaram 75% a 90% de melhora

Inibidor tópico da janus quinase foi aprovado para repigmentação de vitiligo: significativamente mais pacientes alcançaram 75% a 90% de melhora

A Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos aprovou o creme de ruxolitinibe 1,5% (Opzelura) para vitiligo1 não segmentar em adultos e crianças com 12 anos ou mais, tornando-o o único tratamento aprovado pela FDA para repigmentação em vitiligo1 e a única formulação tópica de um inibidor de janus quinase (JAK). A aprovação foi anunciada pela Incyte, fabricante do medicamento. Opzelura é aprovado para uso tópico2 contínuo duas vezes ao dia em áreas afetadas de até 10% da área de superfície corporal. A resposta satisfatória do paciente pode exigir tratamento com Opzelura por mais de 24 semanas. Nos estudos, o tratamento com Opzelura resultou em melhorias significativas nos escores do Índice de Pontuação de Área de Vitiligo1 (VASI), que representam melhorias na repigmentação facial e corporal total.
1 Vitiligo: Doença benigna da pele, caracterizada pela ausência de pigmentação normal nas regiões afetadas, frequentemente face e mãos. Hoje já há tratamento, porém este é demorado e com resultados variáveis de pessoa para pessoa. CÓDIGO INTERNACIONAL DE DOENÇAS (CID): L80- VITILIGO.
2 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
- 05/08/2022

Elogios, críticas ou sugestões

Seu nome:
Seu email:
Mensagem:

  • Entrar
  • Receber conteúdos